28.5.10

Bananada Blues - Dossiê Samba

desenho muito louco do renatinho

No final, estou feliz e satisfeito. Não quebramos tudo e nem partimos corações, mas não importa, me sinto bem. Viro para o Batista e digo com a sinceridade dos bêbados "Muito bom encontrar vocês, muito bom." Nos nossos últimos momentos lá e juntos, conversando com ele antes de apagarmos, ele explicava que "esse rolê começou a um tempo, lá no FIQ". Sim, como esquecer, foi muito massa, pelo menos as partes que me lembro. Enquanto isso, Chico ensaia seu novo projeto "gaita e lâmpada do hotel", Batista
parece perceber coisas que não entendo, e Porco já não espera muito mais que amanhâ poder dormir em sua cama. Naquela hora, entendi porque me senti tão bem nos dois dias em Goiania, (definitivamente, a cidade do rock en roll). É porque estive sempre entre amigos. As belas senhoritas da Some Community não aguentaram e foram embora, para amanhã serem belas em São Paulo. Realmente, não estávamos muito sociaveis.

Mas o começo disso foi uma ligação do Batista:
- Cara, vamos para o Bananada em Goiânia e queremos armar de tocar um dia ai antes. Não conseguiriam alguma coisa?
Desenho muito bêbado.
- Sim, sim, vamos conversar aqui e com certeza arranjar alguma coisa, vai ser massa!

Ledo engano. Descobri que somos um pouco inaptos para produzir bandas, muito menos shows, ou talvez seja a lógica estranha dos eventos noturnos.
Desenho maneiro do Renatinho
- Desculpe Batista, somos ruins com isso... mas olha, se quiser baixar ai é nóis! Tem lugar e amor aqui.

- Beleza, vamos nessa.


Quintal do estúdio do Bicicleta Sem Freio
Ótimo! Pensei em ir a Goiania, mas tive a certeza que iria mesmo quando conheci meu ilustre anfitrião. Despedida do Squaronai. Os rapazes vão para Londres e deixarão aqui menininhas tristes e saudades. Os amigos vão prestigiar e dar os votos da sorte, os nossos regados à Whisky. Lá conhecemos Renatinho, grande Renatinho. Muito foda. Caralho esses caras são talentosos e dão orgulho.
Thay e Mae
Bananada como é? Rola de vender as revistas? "Ou sô, fala com o Márcio Júnior, ele pode te ajudar". Sim, e como, Márcio Júnior é o cara. Muitos anos de Rock, muito anos de Quadrinhos. Muito obrigado pelo esquemão. E prepare-se para a consumação da vingança dos quadrinhos independentes. Ela está próxima.
Renatinho na piscina
Em Goiania Renatinho foi me buscar na Rodoviária, e foi bom reencontrá-lo Chegamos, quebramos uma gelada e proseamos. Sobre o que? Bom, sobre desenho, música e meninas, o que mais? E, do que mais precisaríamos falar a respeito? O Renatinho é uma pessoa singular, é impossível não gostar dele. Grande Renatinho. Obrigado Thay e Mae (me desculpa, mas sou muito ruim com nomes) pela ótimo companhia, mande um abraço para sua amiga Magrela.
Rock en Roll, meninas bonitas e calças apertadas de vinil. Gostei.
Gostei do Festival. Muitas bandas boas, muitas senhoritas bonitas. É, talvez tenha que concordar com aquela velha história sobre a beleza das meninas goianas. Não entendo dessas coisas de produzir eventos, mas achei muito boa a organização. O pessoal dos coletivos de arte compareceram, desejo sorte pra galera da Fábrica e da Ambiente SkateShop. Encontrei vários broders de Brasília, foi massa. O público é presente e curte as bandas, o que, aliás, não é muito difícil, tendo em vista o Show do BlackDrawingChalks quebrando tudo. Definitivamente Goiania Rock City. Goiânia capital do Rock. Valeu Eline!

Thay
No segundo dia, percebi que queria mais ficar com meus amigos que vender revistas. Última noite antes de voltarmos para nossas casas. Um quarto pra cada, muito obrigado. Parabéns pelo show família Fadarobocoptubarão, foi muito foda. Com direito a bis e tudo. Imperdível, foi uma honra. Ainda quero vê-los tocando aqui em Brasólia. Quero me redimir do rolê mais derrota do século.
O fantasma do Chico e Batista
A essa altura Chico me promovia para cartunista da Banda. Devo confessar que me senti honrado pelo convite. Baterista sagaz, amigo gente fina. Muito bom te conhecer, espero rever em breve. Porco, seu maldito doente! Sei que nunca entenderei como sua mente perturbada funciona, mas gosto de você mesmo assim, miguxo! Batista meu amigo, foi muito massa. Vamos juntos que esse rolê só começou. Abraços véio! Nossa casa está sempre aberta à vocês.
É isso, fiquem longe do Crack e dos refrigerantes dietéticos. E sigam sempre a dica do Porquinho: nunca confundam as contas.
Desenho do Batista
Tora da vitória!

4 comentários:

  1. Te amo velho.

    Valeu o carinho sincero, o rolê, os desenhos, o ácido, o show, e principalmente saber que vocês farão uma das revistas de quadrinho mais cascudas, honestas e históricas do Brasil.

    Valeu Família Samba!

    ResponderExcluir
  2. Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

    Música em troca de Fraldas

    ResponderExcluir
  3. ÊÊÊ! desenhos do mesquitinha!
    ;*

    ResponderExcluir
  4. Great
    Work
    good
    sources
    of
    Inspiration

    ResponderExcluir